Pesquisar este Blog

domingo, 9 de junho de 2013

A Criação segundo o Espiritismo


Como se deu a formação do Universo e como começou a vida na Terra?

O ser humano ainda não tem condições para conhecer inteiramente o princípio das coisas, porque não está suficientemente desenvolvido intelectual e moralmente para isso. À medida que progredir, com seus estudos e pesquisas irá descobrindo e entendendo melhor as leis e princípios da Natureza, conseguindo formular teorias mais próximas da verdade a respeito da formação do Universo e do surgimento dos seres. Além das descobertas que fizer por si mesma, a Humanidade também poderá receber revelações espirituais a esse respeito (como já ocorreu no passado), dosadas ao seu grau de evolução. Assim, aos poucos, irá sendo levantado o véu que, por enquanto, nos encobre os mistérios da Criação, a grande obra da vontade divina.

O que a Ciência diz?

A ciência humana não cogita de um Deus Criador e, portanto não considera o Universo uma Criação Divina. Seu ponto de vista é materialista e agnóstico (declara ser o absoluto inacessível ao espírito humano), mas procura entender o princípio das coisas, através de diferentes estudos, tais como:

-Astronomia: estudo da constituição e movimento dos astros;

-Geologia: estudo da constituição física da Terra;

-Antropologia: estudo do homem e dos grupos humanos;

-Paleontologia: estudo dos fósseis (restos ou vestígios de vida bem antiga), tanto de animais 
como de vegetais. Neste estudo, recorre a métodos de pesquisa que permitem calcular, com relativa precisão, o tempo de existência de coisas e seres. Ex.: radioatividade, magnetismo, microquímica, raios X, ultra-violetas, infra-vermelhos, testes de carbono 14 e de flúor.
Eis algumas das principais conclusões da Ciência sobre a formação do Universo e a vida existente na Terra:


-o Universo teria resultado de uma grande explosão (é a teoria do Big-Bang, uma das mais aceitas atualmente); -a formação da Terra se iniciou há bilhões de anos, em processos que se estenderam por largos períodos e eras;

-a vida se manifestou na Terra em formas primárias e em épocas muito remotas, evoluindo, depois, para seres mais organizados;

-a espécie humana foi a última a surgir, o que teria ocorrido:
Quando? Suas formas mais primitivas, há pelo menos 1.750.000 anos.
Como? Um ramo da linhagem dos antropomorfos apresentou evolução diferente, dando origem ao "homo sapiens".
Por que? A ciência não tem explicação para isso. Haveria um "elo perdido" na escala da evolução dos seres.
Onde? Em vários pontos do globo e em épocas diferentes, mas constituindo sempre uma mesma espécie, embora a diversidade das raças.


O que diz o Espiritismo?

Dois são os elementos gerais do Universo, criados por Deus:

-o Princípio Inteligente: é dele que se originam, por processo evolutivo, todos os seres espirituais;

-o Fluído Cósmico Universal: é a matéria primitiva, em seu estado mais elementar; em suas modificações e transformações, dá origem à inumerável variedade dos corpos da Natureza. 

O espaço universal é infinito e nele não existe o vazio, pois está todo preenchido pelo fluido cósmico universal em seus diferentes estados. O espírito atua sobre o fluido cósmico universal em seus diferentes estados, produzindo com isso variados efeitos.

Os mundos e os seres vivos

Os mundos são formados pela condensação da matéria disseminada no espaço universal. Não sabemos quanto tempo os mundos levam para se formarem nem quando desaparecerão. Mas é certo que Deus os renova, como renova os seres vivos. Os elementos orgânicos (que vem a constituir organismos vivos) já existem em estado de fluido, na substância que preenche o espaço universal (e com o qual os mundos vem a ser formados). Estão ali em estado latente, de inércia (tal como ocorre na crisálida e nas sementes das plantas). Quando, num mundo, as condições se tornam propícias ao seu desenvolvimento, surgem, então, os seres vivos, que evoluem das formas mais simples para as mais complexas.

Origem e Evolução da vida na Terra

Em certa fase da formação da Terra surgiram em sua substância elementos orgânicos. Mas uma força natural os mantinha afastados. Com as transformações ocorridas no planeta, em seu princípio, cessou a atuação daquela força e os elementos orgânicos se agruparam e desenvolveram  dando origem aos seres, que foram se diferenciando em espécies. Os seres de cada espécie absorveram em si mesmos elementos necessários e, unindo-se uns aos outros, pela reprodução transmitiram esses elementos aos seus descendentes. Sobre a evolução diferente que um ramo da linhagem dos antropomorfos apresentou e a Ciência não soube explicar, o Espiritismo esclarece: o "elo perdido" não sera encontrado na matéria, porque a causa dessa transformação não se deu na matéria mas no espírito (alcançado pelo próprio indivíduo ou graças à interferência de Espíritos Superiores) vindo a repercutir na formação de novos corpos.

E a criação segundo a Bíblia?

Na Bíblia, a origem do Universo é relatada no livro "Gênesis" (=origem, em grego). Ali se afirma que tudo foi criado por Deus, tanto o sol como a lua, estrelas,a Terra com suas plantas e animais e, por fim, a espécie humana. Que essa criação foi feita por um ato da vontade de Deus ( ex.: "Faça-se a luz") e em apenas seis dias. Que Adão, o 1º homem, foi feito do limo e Eva, a mulher, de uma costela. A data provável dessa criação teria sido 4000 anos antes de Cristo. Desse casal descenderia toda a humanidade. Talvez haja, nessa narrativa bíblica, um simbolismo: 

-6 dias = eras ou períodos; -limo = corpo humano foi constituído dos elementos materiais deste planeta;

- costela = mulher é da mesma natureza do homem, não lhe é inferior, mas sua igual e o homem deve amá-la como parte de si mesmo.

Se não entendermos simbolicamente, haverá incoerências difíceis de aceitar, tais como: 1) Adão e Eva eram os primeiros seres humanos e tinham dois filhos: Caim e Abel (outros filhos somente nasceriam mais tarde); quando Caim matou Abel, foi expulso do Éden (Paraíso), indo morar ao leste. Mas Caim: -tinha medo de ser morto ("quem comigo se encontrar me matará"); por quem, se não havia outras pessoas além deles?; -nessa outra região, veio a se casar  com quem?; -e estava construindo uma cidade; para quem? só para ele e sua família?

2) Narra-se também, no livro "Gênesis"da Bíblia  que houve um dilúvio que exterminou todas as criaturas da Terra, menos Noé e sua família (e os animais da Arca), com o que teria recomeçado o povoamento do mundo. Se fosse verdade, como explicar a existência histórica ininterrupta dos chineses, desde há cerca de 30 mil anos? E também a Índia e outras regiões do globo que apresentam habitação ininterrupta, em grande progresso e população, há mais de 10 mil anos? Deve ter sido, quando muito um dilúvio parcial, apenas na região habitada pelos hebreus e outros povos bíblicos. Adão porém, não foi o primeiro nem o único homem a povoar a Terra, concordam a Ciência e o Espiritismo.

Do ponto de vista espírita, o nome Adão pode ser símbolo:

1) - de um grupo humano que sobreviveu aos grandes cataclismos sofridos por parte da superfície do globo, em diferentes regiões e que veio a constituir o tronco de um adas raças que povoaram a Terra;

2) ou de uma ou mais colônias de espíritos que, há alguns milhares de anos, teriam vindo de outro planeta para a Terra, aqui encarnando através de outros povos que já a habitavam. Teriam aproveitado a hereditariedade existente, mas produzido alterações por seus perispíritos mais evoluídos, dando origem a novos tipos físicos ( raça ou raças adâmicas). Que eram mais evoluídos, seus conhecimentos e atos provam. Teriam sido banidos do mundo melhor de onde vieram, porque lá não se haviam disposto a acompanhar o progresso moral. Aqui na Terra, ao mesmo tempo em que se reajustavam à lei divina, ajudavam os nativos terrenos a progredirem.

O Espiritismo é:

1) Criacionista: admite um Deus Criador e o separa da sua Criação. Neste ponto: -concorda com a Bíblia e discorda da Ciência, cujo ponto de vista é materialista e agnóstico; -discorda do Panteísmo, sistema filosófico que identifica a divindade com o mundo e segundo o qual Deus é o conjunto de tudo.

2) Evolucionista: admite as transformações progressivas. Neste ponto: -discorda da Bíblia (se tomada ao pé da letra) porque nela não fica bem claro o fato evolução; -concorda com a Ciência apenas em parte; porque a Ciência fala somente da evolução nos seres corpóreos e o Espiritismo afirma a evolução também para os espíritos que animam esse seres.

Fonte: http://espiritismoemfoco-espiritismoemfoco.blogspot.com.br
Originalmente retirado do livro Iniciação ao Espiritismo da coleção Estudos e Cursos de Therezinha Oliveira (Editora Allan Kardec).

Nenhum comentário:


“Os guerreiros se preparam para serem conscientes, e a total consciência vem a eles somente quando não há mais nenhuma auto-importância restando neles. Somente quando eles são nada é que eles se tornam tudo.” Carlos Castaneda