Pesquisar este Blog

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Seja Fiel a Si Mesmo


Um dos maiores desafios da vida é mantermos nossa autenticidade. O mundo nos cobra, o tempo todo, que nos adaptemos às suas regras e exigências. Porém, cumprir essa expectativa significa, algumas vezes, abandonar nossa verdade interior.

Como, então, sobreviver nessa selva, sem abrir mão de nossa espontaneidade? Este é um desafio que todos os que se tornam em algum momento da vida, buscadores sedentos de contatar a sua dimensão espiritual, precisam enfrentar.

Seguir o direcionamento do coração nos impõe a necessidade de fazer escolhas, muitas vezes difíceis. Mas, ao mesmo tempo, sabemos que isto é imprescindível na jornada evolutiva.

Não há saída, a não ser pagar o preço necessário para nos mantermos fiéis à nossa real identidade. Se formos capazes de permanecer conscientes deste processo, poderemos evitar os retrocessos que insistem em querer se impor.

A partir do momento em que decidimos vivenciar plenamente nosso Eu autêntico, deixamos de nos identificar com as mentiras que tentam nos impor e uma segurança sólida passa, então, a predominar.

Somente, assim, confiando acima de tudo em nossos próprios insights, é que seremos capazes de deixar fluir a fonte de sabedoria que todos carregamos em nosso interior.

Ela se manifesta abundantemente quando nos permitimos relaxar e deixar de lado a exigência em corresponder às expectativas alheias. Ao fazer isto, a tensão começa a desaparecer, dando lugar a um estado de paz e felicidade.

"Quando você era criança... comprometeram você - você vendeu o seu ser para nada. O que você ganhou é simplesmente nada, apenas lixo. Por pequenas coisas, você perdeu a sua alma. Você concordou em ser outra pessoa diferente de si mesmo, é onde você perdeu seu caminho.

Sua mãe queria que você se tornasse alguém, o seu pai queria que você se tornasse alguém, a sociedade queria que você se tornasse alguém. E você concordou. Aos poucos, decidiu não ser você mesmo. E desde então, tem estado fingindo ser outra pessoa.

...Você não pode amadurecer... Se usar uma máscara, a máscara não pode amadurecer. Ela é morta... Por trás da máscara -esconderijo- você não está crescendo. Você pode crescer somente se você aceita que você está seguindo para ser você mesmo e mais ninguém.
...A maior calamidade é aceitar ser outra pessoa: você nunca pode amadurecer.

Você nunca pode amadurecer como outra pessoa. Você só pode amadurecer como você mesmo. O "dever" tem que ser descartado. E você tem que abandonar toda preocupação sobre o que as pessoas dizem: Qual é a sua opinião ? Quem são elas?

Você está aqui para ser você mesmo - você não está aqui para cumprir as expectativas de outra pessoa. E todo mundo está tentando isso. Seu pai pode estar morto, e você ainda está tentando cumprir a promessa que fez a ele. E ele estava tentando cumprir a promessa de seu próprio pai, e assim por diante e assim por diante. A loucura está muito atrás, lá no começo.

Tente entender e ter coragem - e tome a sua vida em suas próprias mãos. De repente, você vai ver uma onda de energia. No momento em que você decidir - "Eu vou ser eu mesmo e mais ninguém, qualquer que seja o custo, vou ser eu mesmo". Naquele exato momento, você verá uma grande mudança. Você vai se sentir vitalizado. Você vai sentir a energia fluindo em você, pulsando". 

Osho - O Alfa e o Ômega


Autora: Elisabeth Cavalcante
Fonte: Somos Todos Um

sábado, 19 de outubro de 2013

Partícula de Deus


Um cientista muito famoso anunciou na mídia que havia encontrado a chamada “Partícula de Deus”, que era o ponto inicial de toda a criação divina, a origem primordial e a essência de toda a vida universal.

Muitas pessoas ficaram curiosas para saber como era a partícula de Deus. “Se é a essência da vida, deveria ser algo muito especial e revelar todos os segredos do cosmos”, pensaram alguns.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Lei de Destruição



Cap. 6 do Livro dos Espíritos - Lei da Destruição

I – Destruição Necessária e Destruição Abusiva

728. A destruição é uma lei da Natureza?

- É necessário que tudo se destrua para renascer e se regenerar porque isso a que chamais destruição não é mais que transformação, cujo objetivo é a renovação e o melhoramento dos seres vivos.

728 – a) O instinto de destruição teria sido dado aos seres vivos com fins providenciais?

- As criaturas de Deus são os instrumentos de que ele se serve para atingir os seus fins. Para se nutrirem, os seres vivos se destroem entre si e isso com o duplo objetivo de manter o equilíbrio da reprodução, que poderia tornar-se excessiva, e de utilizar os restos do invólucro exterior. Mas é apenas o invólucro que é destruído e esse não é mais que acessório, não a parte essencial do ser pensante, pois este é o princípio inteligente indestrutível que se elabora através das diferentes metamorfoses por que passa.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

A Fé pela Razão


A razão sem a fé leva à loucura científica. A fé sem a razão leva à loucura religiosa. Brincadeiras a parte, a civilização ocidental atravessou dois grandes períodos em que o homem não pôde desenvolver plenamente o conhecimento por ter suprimido algum aspecto fundamental: na inquisição foi sufocada a razão e no período subseqüente, a fé. O Espiritismo, sendo um processo aberto, alia razão e fé para uma compreensão maior da vida.
No livro O Código Da Vinci, Dan Brown faz menções à “verdadeira” história de Jesus Cristo e Maria Madalena. Segundo essa história, Jesus foi um mortal e Maria Madalena sua companheira que, juntos, tiveram filhos. Sendo eles descendentes de famílias reais, Benjamin e Salomão - o rei dos Judeus - essa união ameaçava o Império Romano.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

A Educação do Médium

A educação da mediunidade é um trabalho que começa antes da reencarnação, continua na encarnação e prossegue na vida após o desencarne. Mas enquanto está nesta dimensão, o médium tem como necessidade primeira evangelizar a si mesmo.
Haverá um tempo previsto para a educação do médium? Tempo não há, pois a mediunidade é trabalho para muitas reencarnações na existência do espírito. Na verdade, esta faculdade, em suas mais variadas ramificações, está presente em todos os homens. Todavia, é após o desabrochar na existência atual que o trabalho se efetiva com mais intensidade e, a partir daí, não deve mais parar ou estacionar, sob a possibilidade de um recomeço muito mais árduo e penoso.

Sabemos que a faculdade, estando presente em nós, deve eclodir sozinha, mas isso não quer dizer que não possamos trabalhar na modelação de nosso espírito por meio das atividades evangelizadoras, na doação fraternal de atendimento aos irmãos necessitados.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Lei de Conservação


O Livro dos Espíritos
Cap. 5 - Lei de Conservação

Instinto de conservação

702. O instinto de conservação é uma lei da Natureza?

— Sem dúvida. Todos os seres vivos o possuem, qualquer que seja o seu grau de inteligência; nuns é puramente mecânico e noutros é racional.

703. Com que fim Deus concedeu a todos os seres vivos o instinto de conservação?

— Porque todos devem colaborar nos desígnios da Providência. Foi por isso que Deus lhes deu a necessidade de viver. Depois, a vida é necessária ao aperfeiçoamento dos seres; eles o sentem instintivamente, sem disso se aperceberem.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Fazendo Algo de Bom


Um homem mau, ao morrer, encontra um anjo na porta do inferno. O anjo diz:

- Basta você ter feito alguma coisa boa nesta vida, e esta coisa boa o ajudará.


O homem responde:

- Nunca fiz nada de bom nesta vida.

- Pense bem – insiste o anjo.

O homem então se lembra de que, certa vez, enquanto andava por uma floresta, viu uma aranha no seu caminho e deu a volta evitando pisá-la.

O anjo sorri e um fio de aranha desce dos céus, permitindo que o homem suba até o Paraíso. Outros condenados aproveitam para subir também, mas o homem se vira e começa a empurrá-los, pois tem medo que o fio se rompa. Neste momento o fio arrebenta, e o homem é de novo projetado ao inferno.

- Que pena – o homem escuta o anjo dizer. - Seu egoísmo transformou em mal a única coisa boa que você havia feito.

(Autor desconhecido)

Lei de Reprodução: Amor e Sexo


Ao definir o Amor, como sendo "a combinação vibratória, a afinidade máxima ou completa", André Luiz vai renovar os conceitos que até então vigoraram a respeito desse sentimento universal. Ante o pensamento do Benfeitor, o Amor se apresenta como necessidade fundamental da criatura. Trocar valores energéticos, permutar vibrações de afeto com as almas afins é uma condição obrigatória para a alma encarnada ou desencarnada, pois através desse processo o Espírito se alimenta, se fortalece e se completa.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Lei de Reprodução: Anticoncepção e Aborto


Anticoncepção

Introdução

Segundo o pensamento médico oficial, o Planejamento Familiar tem como finalidade:
Prevenir gestações não desejadas; opção do casal quanto ao tempo de conceber;
Evitar a gravidez nas pacientes de risco produtivo; aquelas mulheres portadoras de moléstias várias que poderiam sofrer um agravamento com a gestação;
Diminuir o índice de abortamento, por impedir a gravidez não desejada.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Lei de Reprodução: Casamento e Divórcio


Monogamia e Poligamia

Ao indagar aos Benfeitores se a união permanente de dois seres seria contrária à Lei Natural [LE - qst 695], Kardec ouviu deles a seguinte resposta:
“Não. A união de dois seres é um progresso na marcha da Humanidade.”

E acrescentam [LE - qst 701]:
“Na poligamia nada mais há que sensualidade.”
Allan Kardec, examinando a resposta dos Guias espirituais, vai lembrar que a abolição do casamento seria um retorno à infância da Humanidade, à vida dos animais, porque a monogamia é um sinal indicativo do progresso da civilização.

domingo, 29 de setembro de 2013

Lei do Trabalho


O Trabalho

O trabalho, queiramos ou não, é uma lei da Natureza e, por isso, o trabalho é uma necessidade imperiosa de que não nos convém furtar.
A civilização, à medida que avança, conseqüentemente obriga o homem a mais trabalho, já que os tempos modernos aumentam as nossas necessidades e aumentam, conseqüentemente, os nossos prazeres.
Não devemos entender, porém que o trabalho seja tão só o das ocupações profissionais que nos asseguram o equilíbrio psíquico e os prazeres do corpo físico.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

O Casamento: Uma Organização de Origem Divina


Manter uma união saudável, construtiva e satisfatória não é tarefa fácil! São muitos os obstáculos e percalços a se ultrapassar, principalmente quando temos aquela visão idealista do casamento, a visão romancista do amor. É comum verem pessoas idealizando seus cônjuges, o casamento perfeito e a pessoa ideal, aquela pessoa que irá preencher todas as lacunas existentes no seu ser interior. Quem nunca fez isso, não é mesmo?

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Lei de Adoração


Finalidade da Adoração

A concepção da paternidade divina traz benefícios enormes ao Espírito. Vindo de Deus, todas as almas são irmãs; todos os filhos da raça humana são unidos por laços estreitos de paternidade e solidariedade.

Em decorrência desses conhecimentos passa-se a entender e a justificar a relação que os homens devem ter para com o seu Criador.Adoração, consiste na elevação do pensamento a Deus.Pela adoração o homem aproxima dele a sua alma.

Lei Divina ou Natural


O Livro dos Espíritos

Parte Terceira – Leis morais

Capítulo 1 – Lei divina ou natural

Características da lei natural – Origem e conhecimento da lei natural – O bem e o mal – Divisão da lei natural

Características da lei natural


614 O que se deve entender por lei natural?
– A lei natural é a lei de Deus. É a única verdadeira para a felicidade do homem; ela lhe indica o que deve ou não fazer, e ele é infeliz somente quando se afasta dela.

615 A lei de Deus é eterna?
– Eterna e imutável como o próprio Deus.

616 Deus ordenou aos homens, numa época, o que lhes proibiu em outra?
– Deus não pode se enganar; são os homens que são obrigados a mudar suas leis, porque são imperfeitos; mas as leis de Deus são perfeitas. A harmonia que rege o universo material e o universo moral é fundada sobre as leis que Deus estabeleceu para toda a eternidade.

domingo, 22 de setembro de 2013

Reunião de Satanás (Não se assuste com o título)


Satanás convocou uma Convenção Mundial de demônios. 
Em seu discurso de abertura, ele disse: 

"Não podemos impedir os cristãos de irem à igreja" 
"Não podemos impedi-los de ler as suas Bíblias e conhecerem a verdade" 
"Nem mesmo podemos impedi-los de formar um relacionamento íntimo com o seu Salvador".

E, uma vez que eles ganham essa conexão com Jesus, o nosso poder sobre eles está quebrado.

sábado, 21 de setembro de 2013

Mundos Habitados



"Há muitas moradas na casa de meu Pai. Se assim não fosse, eu vo-lo teria dito" (João, XIV: 1-3)

Os diversos mundos possuem condições muito diferentes uns dos outros, quanto ao grau de adiantamento ou de inferioridade de seus habitantes. Dentre eles, há os que são ainda inferiores à Terra, física e moralmente. Outros estão no mesmo grau, e outros lhe são mais ou menos superiores, em todos os sentidos. Nos mundos inferiores a existência é toda material, as paixões reinam soberanas, a vida moral quase não existe. À medida que esta se desenvolve, a influência da matéria diminui, de maneira que, nos mundos mais avançados, a vida é, por assim dizer, toda espiritual.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Encarnação nos Diferentes Mundos


Os Espíritos não estão indefinidamente presos a um mundo

A encarnação nos diferentes mundos obedece a um critério de progresso moral. Quando, em determinado planeta, os Espíritos hão realizado a soma de progresso que o estado desse planeta comporta, eles o deixam para encarnar em outro mais adiantado, onde poderão adquirir novos conhecimentos.

Os Espíritos que encarnam em um mundo não se acham, portanto, presos a ele indefinidamente. Cada mundo é para eles o que escola representa para a criança, que muda de classe à medida que progride nos seus estudos.

Diferentes Mundos


Quando questionamos a possibilidade de vida em outros planetas, somos obrigados a raciocinar com a lógica e o bom senso.
Analisando os atos de um homem de bem, vemos que ele não toma nenhuma atitude ao acaso, mas tudo o que faz é elaborado de acordo com os seus princípios. Se assim age um simples homem de bem, como então agiria o Criador em relação à sua própria obra? Seria fruto do acaso, ou haveria em tudo, planejamento?

As Tristes Consequências do Suicídio


Volta e meia aparece na mídia alguma reportagem sobre o suicídio, suas causas, consequências, repercussões sociais... Especialistas tecem conjecturas sobre o que leva as pessoas a se suicidarem e o que as impede, e assim vai.

Triste que poucas vezes vejamos os ensinamentos espíritas serem trazidos à tona nessas ocasiões. Desde a Codificação, ou seja, há mais de 150 anos, o Espiritismo nos traz boas respostas sobre causas e consequências do suicídio, valendo-se de métodos que a Ciência tradicional jamais admitiria, como ouvir os próprios suicidas, do lado de lá, a nos revelarem a sua situação "post mortem".

Suicídio visto pelo Espiritismo


O suicídio é a interrupção da vida (óbvio). Mas nesta frase se encontra a chave de todo o drama que o suicida passa após a morte. Assim como o mais avançado dos robôs, ou um simples radinho de pilha, o corpo também tem sua bateria, e um tempo de vida útil baseado nesta carga. De acordo com nossos planos (traçados do "outro lado") teremos uma carga X de energia, que pode ser ampliada, se assim for necessário. Então, um atentado contra a vida não é um atentado exatamente contra Deus, mas contra todos os seus amigos, mentores e engenheiros espirituais que planejaram sua encarnação nos mínimos detalhes, e contra a própria energia Divina que foi "emprestada" para animar seu veículo físico de manifestação: seu corpo. 

Desencarnação e Perispírito: Transplantes


Os transplantes de órgãos são, hoje, uma realidade indiscutível. Os diversos avanços na terapêutica médica têm permitido o prolongamento da vida física em pessoas portadoras de moléstias gravíssimas, graças ao transplante de órgãos vitais.

Muitas questões de natureza espiritual têm sido levantadas.

Desencarnação: O Fluido Vital


Fluído Vital é um fluido mais ou menos grosseiro, encontrado apenas nos seres orgânicos. É o responsável pela animalização da matéria nos seres vivos.

Forma-se, como todos os fluidos espirituais, de transformações do Fluido Cósmico Universal. Durante o processo gestacional, o Espírito reencarnante irá se impregnando de determinada quantidade deste fluido, quantidade esta, proporcional ao tempo médio de vida que terá na Terra.

Desencarnação: O Desligamento

Há diferença capital entre morrer e desligar-se: a morte é física, mas o desligamento é puramente espiritual.

Dá-se o nome de desligamento espiritual ou desprendimento espiritual ao processo através do qual o Espírito desencarnante se afasta definitivamente do corpo físico que o abrigava durante a vida na Terra.

Desencarnação: A Causa da Morte


A causa da morte está na exaustão dos órgãos. O conceito de morte vigente hoje no meio científico internacional, é o da “ausência de atividade elétrica cerebral”. Ao lado de alguns sinais de fácil identificação, a ausência de atividade cerebral determinada pelo eletroencefalograma, confirma o diagnóstico de morte física, mesmo que o coração continue em funcionamento a custa de aparelhos específicos. Bezerra de Menezes [Entrevistas] nos diz que o eletroencefalograma é o processo através do que podemos assinalar a desencarnação.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Vidas Passadas


Durante milênios a filosofia e a metafísica tentam responder as perguntas da esfinge:

De onde vim?
Por que estou aqui?
Para onde vou?


Sem chegar a conclusão alguma, pois se baseiam em hipóteses, que variam de mente a mente ou, de maneira mais complexa ainda, como seja, emitindo "premissas". Partindo do postulado de que "premissa" é algo que se toma, ou melhor, que se pode admitir como verdade mais que, enquanto "premissa" não pode ser submetida à experimentação, não interessa ao campo da ciência; a ciência estuda realidades, iniciando com fenômeno ou algo de existência real para, depois, então, submeter o fato à análise, principalmente através da experimentação.

Por que Não Lembramos de Nossas Vidas Passadas?


Reencarnação

Para falar de esquecimento do passado, devemos entender de que passado estamos falando. O espiritismo tem como uma de suas premissas, a sobrevivência da alma e sua passagem pelo plano material. Não vamos entrar aqui no mérito desta questão. Reencarnação e vida espiritual constituem sozinhas um tema inteiro de palestra. Assim, peço para aceitarem estes conceitos como verdadeiros, para que possamos entender o tema da palestra de hoje.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Lei de Causa e Efeito

Introdução

A Lei de Causa e Efeito, conhecida também com o nome de Lei de Ação e Reação ou Lei do Carma, é uma lei natural, espiritual e universal, essencial para a evolução das almas.
André Luiz [Ação e Reação] nos diz:
“É a conta do destino criada por nós mesmo, englobando os créditos e os débitos 
que em particular nos digam respeito. É o sistema de contabilidade do Governo da Vida.”
Consiste, portanto, nos padrões de hábito que uma pessoa estabeleceu e as repercussões desses padrões sobre si mesma e sobre os outros.

domingo, 15 de setembro de 2013

Mensagens e Frases


O que é o inimigo? Eu mesmo. Minha ignorância, meu apego, meus ódios! Aí está realmente o inimigo.
(Dalai Lama)

Nada vai embora sem antes ter nos ensinado o que precisamos saber!
(Pema Chödrön)

Tudo tem uma razão na vida... E tudo dura apenas por um tempo determinado, suficiente para cumprir sua razão de ser.
(Gilberto Cabeggi)

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Como Acontece Nossa Evolução?


Deus criou o Universo. Dentro desse Universo há vários mundos. Estes mundos são criados gradativamente juntamente com seus habitantes. Muitos planetas foram criados antes do nosso planeta Terra. Assim como outros ainda serão criados. Portanto, outros Espíritos evoluíram antes de nós. Um desses Espíritos é Jesus. Ele evoluiu em outro planeta antes do nosso ser criado. Quando Ele estava muito evoluído, Deus o incumbiu de acompanhar o nascimento e desenvolvimento do planeta Terra.

As Esferas Espirituais


As esferas espirituais são as diversas subdivisões vibratórias do Mundo dos Espíritos. Estão para a vida extra-física assim como os continentes e os países estão para o mundo físico. Os antigos já aceitavam a ideia da existência de muitos céus superpostos, de matéria sólida e transparente, formando esferas concêntricas e tendo a Terra por centro. Essa ideia, que foi a de todas as teogonias, faziam do céu os diversos degraus da bem aventurança; o último deles era abrigo da suprema felicidade.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Quem é Deus?


Essa é a pergunta que intimamente em algum momento da vida, todos nós nos deparamos. Não necessariamente quem, mas sim, o que é Deus? É essa a questão que vejo muitas pessoas debaterem, a natureza de Deus.

"Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas."

Assim responde os espíritos a pergunta proferida por Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos, sobre o que seria Deus. 
Analisando a resposta, entende-se Deus como Arquiteto Universal, infinito em sua totalidade, não tem início, nem fim, o Criador, aquele que não pode ser criado. O Universo, nada poderia existir, se não existisse Deus. Deus é a fonte eterna, tudo está infinitamente ligado a Ele.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Possessão ou Obsessão Espiritual


Possessão espiritual é um fenômeno que consiste no en­volvimento, influência, invasão, controle e até subjugação de uma entidade espiritual (espírito ou alma desencarnada) perante uma pessoa. A possessão espiritual é registrada historicamente e existe desde a aurora dos tempos. Não é fenômeno moderno e tampouco pertence a alguma denominação religiosa, mágica ou mística. Sua fenomenologia é universal, sendo encontrada sob os mais diferentes nomes e formas, desde as mais primitivas religiões tribais à mediuni­dade praticava modernamente em centros espíritas e espiritualistas. A possessão espiritual existe desde o aparecimento do ser humano na Terra.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Crianças no Além


Sempre nos despertou grande curiosidade a sorte das crianças após a “morte”, bem como a possibilidade de intercâmbio com aqueles que tenham se despojado prematuramente de suas roupagens carnais.
Iniciando nossa explanação a respeito do tema, citemos a questão 381, de O Livro dos Espíritos, em que Kardec assim indagava:

Mortes Prematuras


Citando o Dicionário Aurélio, prematuro significa que se manifesta ou sucede antes do tempo; precoce.

Uma criança, por exemplo, ao desencarnar, pode parecer morte prematura para os encarnados e não ser prematura do ponto de vista espiritual, por ser exatamente o período necessário para aquela etapa evolutiva. Já alguém que desencarna com mais idade, após uma enfermidade, como foi o caso de André Luiz, pode não ser considerada prematura do ponto de vista material, mas ser prematura do ponto de vista espiritual, pois foi abreviado o tempo de vida programado, neste caso, por mau uso das possibilidades orgânicas, ou seja, um suicídio indireto.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Jesus Cristo na Visão do Espiritismo


Conheça a verdadeira importância de Jesus Cristo, o espírito mais evoluído que já encarnou nesse planeta, para a doutrina espírita
Texto • Erica Franquilino
 
“Ele não nos oferece o reino dos céus... Nos oferece a paz de consciência”. As palavras são de uma senhora de 75 anos, que teve os primeiros contatos com o espiritismo pelas mãos da mãe, aos 11 anos de idade. Ana Gaspar, fundadora do Centro Espírita Nosso Lar – Casas André Luiz, em São Paulo, explica como a vida de Jesus Cristo, seus ensinamentos e suas palavras, norteiam a doutrina espírita.

O Sono e os Sonhos


Chama-se emancipação da alma, o desprendimento do espírito encarnado, possibilitando-lhe afastar-se momentaneamente do corpo físico. No estado de emancipação da alma, o espírito se desloca do corpo físico, os laços que o unem à matéria ficam mais ténues, mais flexíveis e o corpo perispiritual age com maior liberdade.

Notícias de Entes Queridos Desencarnados


“Caros irmãos! Estou aqui para tentar esclarecer alguns pontos.

Muitos andam em busca de notícias dos entes amados que já não se encontram mais entre vós e sim entre nós. Muitos colocam toda a sua fé numa linha que seja e que os façam reconhecer o ser amado.

Mas, nem sempre ela vem. Nem sempre temos notícias de quem se foi. E isso depende muito de vários fatores. Depende de merecimento, de condições psíquicas, de condições de saber como lidar com esta notícia.

Aspectos da Vida dos Recém-Desencarnados


"À proporção que se liberta, a alma encontra-se numa situação 
comparável àquele que desperta de profundo sono. Bem diverso é, 
contudo, esse despertar".
Allan Kardec

domingo, 18 de agosto de 2013

A Reencarnação Não Está Na Bíblia?


Na verdade, em várias passagens bíblicas há claras referências da REENCARNAÇÃO. Um exemplo está em Mateus, 16:13 a 14, onde Jesus perguntou aos discípulos:

"QUE ANDAM DIZENDO DE MIM?"

E eles responderam:

"UNS DIZEM QUE O SENHOR É JOÃO BATISTA, OUTROS DIZEM QUE É JEREMIAS OU UM DOS PROFETAS."

Por que Buscamos Jesus na Casa Religiosa?


Emmanuel afirma no livro A Caminho da Luz, psicografia de Francisco Cândido Xavier, que Jesus é o governador de nosso planeta. Tem a tarefa de conduzir as coletividades que aqui evoluem desde que a Terra desprendeu-se do Sol, massa de fogo incandescente, há aproximadamente quatro bilhões e quinhentos milhões de anos. Preposto de Deus, Jesus foi convocado pelo Criador para essa elevada missão. Encarnou na Terra uma única encarnação. Foi criado simples e ignorante, ou seja, sua evolução não aconteceu em linha reta como muitos acreditam. Porque os desacertos fazem parte de nosso aprendizado. 

Tipos de Sonhos


TIPOS DE SONHOS - Therezinha Oliveira
 
Há 3 tipos de sonhos: fisiológicos, psicológicos e espirituais
Fisiológico: é aquele que dramatiza algo que acontece com nosso corpo. Se está frio e nos descobrimos, sono pesado, sem despertar poderemos nos ver num campo de neve, tiritando. Pessoas com incontinência urinária sonham que estão satisfazendo essa necessidade fisiológica, enquanto molham a cama. 

Sono e Sonhos na Visão Espírita


É no momento do sono que nosso espírito se desprende do corpo físico, permanecendo ligado por um cordão fluídico, e assume suas capacidades espirituais.
Como está descrito no Evangelho Segundo o Espiritismo, "o sono foi dado ao homem para a reposição das forças orgânicas e morais. Enquanto o corpo recupera as energias que perdeu pela atividade no dia anterior, o espírito vai se fortalecer entre outros espíritos".

sábado, 17 de agosto de 2013

Percepções, Sensações e Sofrimentos dos Espíritos


A Espiritualidade afirma que, quando de volta para o mundo dos Espíritos, a alma conserva as percepções que tinha quando encarnada na Terra, e que desabrocham-lhes outras, porque o corpo funciona como um véu, obscurecendo-a.
Sobre esta questão, Allan Kardec realizou em “O Livro dos Espíritos”, um estudo denominado: “Ensaio Teórico da Sensação nos Espíritos”. Devido à importância do tema e da profundidade deste estudo realizado pelo Codificador, vamos fazer um resumo do mesmo, mas deixando claro que para uma boa compreensão do tema, melhor seria um estudo completo do texto que corresponde à questão 257 da obra citada.

Espíritos Protetores


Os anjos são seres que percorreram todos os graus da evolução


1. Para se entender o que representam os “anjos da guarda” ou os “protetores espirituais” em nossa vida, é preciso em primeiro lugar rememorar o significado da palavra anjo. Como já vimos, de acordo com o Espiritismo aqueles a quem chamamos anjos são criaturas de Deus que já percorreram todos os graus da evolução. Uns – revela a questão no 129 d´O Livro dos Espíritos – aceitaram sua missão sem murmurar e chegaram mais depressa ao seu destino; outros levaram mais tempo.

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Ocupações e missões dos Espíritos

O Livro dos Espíritos


Parte Segunda – Capítulo 10


Ocupações e missões dos espíritos


558 Os Espíritos fazem outra coisa além de se aperfeiçoar individualmente?
– Eles concorrem para a harmonia do universo ao executar os desígnios de Deus, de quem são os ministros. A vida espírita é uma ocupação contínua, mas não é sofrida, como na Terra, porque não há o cansaço corporal, nem as angústias da necessidade.

559 Os Espíritos inferiores e imperfeitos também cumprem um papel útil no universo?
– Todos têm deveres a cumprir. O último dos pedreiros não participa na construção de um edifício tanto quanto um arquiteto? (Veja a questão 540.)

A influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos


A influência dos Espíritos pode ser boa ou má


1. A influência que os Espíritos exercem sobre os nossos pensamentos e ações no dia-a-dia é muito maior do que nós imaginamos, porquanto em muitas vezes são eles que nos dirigem. Essa influência pode ser boa ou má, oculta ou ostensiva, fugaz ou duradoura, mas, em qualquer situação, ela só se concretiza por meio da sintonia que se estabelece entre os indivíduos.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Tipos de Mediunidade


1. Mediunidade


2. O que é ser médium? 

Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos.

3. Apesar disso, só chamamos de médiuns aqueles em que a faculdade mediúnica se mostra caracterizada e se traduz por efeitos patentes, de certa intensidade, o que depende de uma organização mais ou menos sensitiva.

sábado, 15 de junho de 2013

Sintomas de Mediunidade


A mediunidade é faculdade inerente a todos os seres humanos, que um dia se apresentará ostensiva mais do que ocorre no presente momento histórico.

À medida que se aprimoram os sentidos sensoriais, favorecendo com mais amplo cabedal de apreensão do mundo objetivo, amplia-se a embrionária percepção extrafísica, ensejando o surgimento natural da mediunidade.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

A Mediunidade: Perguntas e Respostas


Todos somos médiuns?
Todos somos portadores da mediunidade natural que é o canal psíquico pelo qual recebemos as influências boas ou ruins que estimulam as experiências do Espírito na vida terrena. Porém, nem todos somos médiuns, conforme denominou Allan Kardec.

O que é Mediunidade?

Mediunidade é a faculdade humana pela qual se estabelecem as relações entre homens e espíritos. É uma faculdade natural, inerente a todo ser humano, por isso, não é privilégio de ninguém. Em diferentes graus e tipos, todos a possuímos. O que ocorre é que, em certos indivíduos mais sensíveis à influência espiritual, a mediunidade se apresenta de forma mais ostensiva, enquanto que, em outros, ela se manifesta em níveis mais sutis.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

As Três Revelações segundo o Espiritismo

AS TRÊS REVELAÇÕES: MOISÉS, CRISTO, O ESPIRITISMO


O Evangelho segundo o Espiritismo – capítulo I – NÃO VIM DESTRUIR A LEI - itens 2 a 7.

1. Não penseis que eu tenha vindo destruir a lei ou os profetas: não os vim destruir, mas cumpri-los: – porquanto, em verdade vos digo que o céu e a Terra não passarão, sem que tudo o que se acha na lei esteja perfeitamente cumprido, enquanto reste um único iota e um único ponto. ( MATEUS, cap. V, vv. 17 e 18.)

iota – Do gr. iôta, pelo lat. iota.] 1.A 9a letra do alfabeto grego (I, i), correspondente ao nosso I.




“Os guerreiros se preparam para serem conscientes, e a total consciência vem a eles somente quando não há mais nenhuma auto-importância restando neles. Somente quando eles são nada é que eles se tornam tudo.” Carlos Castaneda